BLOG

whats png.png
Buscar
  • Tiana Dórea

Estampe-se! Dicas úteis de como usar estampas

Quando você pensa numa estampa, qual é a primeira padronagem que te vem à mente? Você se identifica com ela? De maneira geral, as pessoas associam estampa a algo chamativo, mas, na prática, existem estampas de todos os tipos, tamanhos, cores, e o melhor: para todos os estilos!


Atendo uma quantidade considerável de clientes que trazem questões relacionadas a estampas, algumas inclusive já chegaram a verbalizar: “Eu só não quero que você me indique estampas”, quando, na verdade, é porque estão acostumadas a usar sempre a mesma padronagem! Claro, respeito a vontade da minha cliente, mas não deixo de apresentar opções viáveis para seus estilos pessoais e até para o objetivo de imagem que ela tem.



“Como assim, Tiana? As estampas podem funcionar para passar alguma mensagem?” Sim! Assim como todos os elementos da nossa vestimenta, as estampas também comunicam algo. Alguns exemplos que temos são as mais clássicas, tais como listras, xadrez, pied de poule ou príncipe de Gales, que passam a ideia de sofisticação e elegância, principalmente com suas linhas retas, traduzindo força e assertividade.



Há também aquele floral bem delicado, conferindo a sutileza do estilo romântico ou até mesmo o poá, que com suas curvas geram dinamismo e acessibilidade. Lembrando que floral nem sempre precisa ser delicado, e para quem curte um efeito dramático no look, existem alguns florais bem irreverentes, que transmitem bastante criatividade e autenticidade, assim como as estampas geométricas e modernas.



E o que falar do animal print, que também veio pra ficar e passa uma mensagem de ousadia, poder e um toque glamouroso?! Acho que já deu pra perceber que as estampas podem ser uma maravilhosa linguagem da nossa vestimenta, ajudando a traduzir nossos estilos e gostos pessoais, né?!


O importante é entender nossas particularidades para usá-las ao nosso favor, gerando identificação e passando a mensagem que desejamos, de forma estratégica. E, claro, lembrar que a padronagem sozinha é uma coisa, mas quando falamos no contexto geral do look, associamos isso aos outros elementos, tais como modelo, corte, tecido, textura, caimento e tudo mais que te ajude a comunicar o que deseja.



Para finalizar, vale ressaltar que, além da subjetividade, podemos usar as estampas alinhadas com a nossa cartela de cores, respeitando nossas características de temperatura, profundidade, intensidade e contraste. Estampas mais contrastantes harmonizam melhor em pessoas de alto contraste, assim como o contrário ocorre com quem tem um contraste mais baixo. Mas esse assunto fica para um próximo post!