BLOG

whats png.png
  • stelamoncaio

Entre na linha: Como incorporar as listras às suas composições

Atualizado: Mar 6


Estampa das mais presentes em diferentes armários, sem distinção de gênero, idade ou estilo, as listras são um clássico cheio de história e de possibilidades de uso. Sua origem remonta aos tempos medievais, no entanto ela ganhou destaque mesmo quando a marinha francesa, em meados do século XIX, adotou como uniforme as camisas brancas com 21 listras azuis marinho, que simbolizavam cada uma das vitórias de Napoleão.



Mas foi no início do século XX, que Coco Chanel, influenciada por uma visita que fizera à Riviera francesa, criou uma coleção com inspiração náutica e motivou o vestuário feminino a adotar as linhas horizontais. A estilista francesa amava o minimalismo das listras e frequentemente era vista ostentando elegantemente essa estampa em seus looks.



De lá pra cá, as listras asseguraram seu espaço em guarda-roupas de celebridades do cinema e da música. Também não se fez de rogada ao cair no gosto do público masculino. E hoje assume posto de relevância em composições charmosas e criativas.



A melhor notícia é que existem listras para todos os gostos, das mais clássicas às exuberantes, assim como são múltiplas as maneiras de utilizar essa estampa tão versátil. Vamos a algumas delas.


Inspiração náutica

Uma das maneiras mais clássicas e elegantes de incorporar as listras aos looks é o estilo "navy". Caracterizado pelo uso das linhas horizontais na coordenação das cores branco, azul e vermelho, o estilo náutico é muito associado ao verão, especialmente se as peças utilizadas na composição forem leves e confortáveis.



O blazer azul marinho, preferencialmente com botões dourados em destaque, é um companheiro fiel e eficiente das listras no vestuário náutico. Calças jeans e brancas,  além de shorts e bermudas, são outras ótimas opções de complementos. As pantacourts também tem aparecido, em composições mais urbanas. Eventualmente, o amarelo surge em acessórios e terceiras peças, dando um toque de criatividade aos looks.



Aliadas poderosas no mix de estampas


Sejam horizontais, verticais ou na diagonal, coloridas ou P&B, as listras são parceiras importantes quando decidimos começar a nos aventurar na mistura de estampas. As linhas, por transmitirem, na maioria das vezes, uma mensagem visual limpa, são uma base segura para iniciar as experimentações com peças que trazem mais informação ao olhar.



Uma boa forma de fazer isso é misturar as listras a outras estampas de essência geométrica, como xadrezes, bolinhas e até as próprias listras, em outra escala de tamanho ou sentido (sejam horizontais, verticais ou diagonais). Para manter a mistura num patamar bem seguro, opte por estampas que tenham pelo menos uma cor igual. Para isso, você pode considerar a cor do fundo da estampa ou as cores dos desenhos presentes.



A observação de pelo menos uma cor semelhante também pode ajudar na hora de misturar as listras a outros tipos de estampas, como florais, motivos abstratos e até animal print. É interessante observar a proporção entre o tamanho das estampas. Costuma ser mais certeiro misturar listras médias a flores de tamanho médio também, por exemplo. O resultado geralmente é mais harmônico.



Lembre-se que camisetas com estampas também podem entrar na brincadeira e costumam gerar composições criativas e muito divertidas.



Ilusão de ótica à seu favor

Listras verticais formam uma série de linhas verticais na silhueta, certo? Por isso o efeito visual delas é alongador, pois as linhas criadas direcionam o olhar de quem vê. A sensação gerada é de alguns centímetros a mais e alguns quilos a menos.



O efeito positivo dessa ilusão de ótica também acontece nas composições que se apropriam de listras diagonais. No entanto, o efeito direcionador da visão nesse caso é de movimento contínuo. A sensação que temos é que não conseguimos manter o olhar parado, não é? Esse "movimento incessante" do olhar é capaz de tirar a atenção daquilo que você não quer. Interessante, não?



De olho em você

Da mesma forma que misturar estampas de proporções semelhantes é meio caminho andado para garantir um resultado harmônico, estar atenta(o) à sua própria estatura pode indicar quais tipos de listras harmonizarão melhor com seu biotipo. Geralmente, pessoas bem "slim", ficarão bem de listras mais finas. Se optarem por listras muito grossas podem aparentar ser oprimidas por elas. A lógica vale para os demais tipos de biotipos.



A única ordem aqui é conseguir se observar e autoconhecer. Em estilo, assim como na vida, pra conseguir harmonia, o primeiro passo é observar o que nos é intrínseco, o que é natural de nós mesmas(os), e, então, repetir no lado de fora! Todas as demais regras podem (e às vezes devem) ser quebradas! ;)