As tendências na Semana de Moda de Milão

A Semana de Moda de Milão, uma das mais importantes no cenário da moda mundial, acabou após seis dias de apresentações nas passarelas mostrando o melhor do outono/inverno 2022/2023, ao estilo italiano.


Nos desfiles, pudemos ver uma prévia das tendências a serem vistas nos próximos meses.


Considerada uma das semanas mais icônicas do mundo da moda, a Milan Fashion Week reuniu marcas fortes e importantes como Gucci, Moschino, Fendi, Dolce & Gabbana, Etro e Versace.


Aqui estão algumas tendências:


Ombros fortes



Tirem suas ombreiras do guarda-roupa. Os ombros largos e muito exagerados, estilo anos 80, estavam de volta à passarela em grande estilo.


A Dolce & Gabbana, por exemplo, apresentou itens essenciais, como ombreiras que reforçaram ternos ​​pretos, jaquetas day-Glo em laranja, fúcsia e amarelo.


Estampas



Vários modelos de estampas chamaram atenção e prometeram ser tendências no outono-inverno.


As estampas com formas geométricas, por exemplo, apareceram bastante, trouxeram bastante modernidade ao look sem perder a elegância. O animal print também esteve presente com diferentes padronagens.


Descolado e colorido, foi bastante visto em peças com mangas bufantes, mas em looks mais discretos funcionou como ponto de luz.


Outra estampa que está com tudo e já falamos em outro post, o xadrez também se destacou nas passarelas.


Os modelos de xadrez apareceram mais descontraídos, em cores vibrantes e alinhando diversas versões.


Pele à mostra



Os looks transparentes também estavam por toda a passarela, da Fendi à Bottega Veneta.


Das minissaias aos top cropped e ternos acinturados de veludo com filete de barriga e fora, pouco restava para a imaginação.


As transparências apresentavam diversas texturas, como a Philosophy di Lorenzo Serafini.


Outras marcas apostaram em silhuetas mais sensuais ainda!



Puffy e fluffy



O desejo de conforto em tempos difíceis significa que a tendência de casacos de pelúcia provavelmente não desaparecerá.


Grandes e fofos eram os casacos vistos em Milão, alguns modestos e outros luxuosos, como em Max Mara e Alberta Ferretti.


Versace trouxe casacos grandes e brilhantes, combinação favorita dos italianos, além de vermelhos complementados com cinto amplo, enquanto Philipp Plein ofereceu uma vibe semelhante a uma bomber.


Maxi bolsas e mini bolsas



A maxi bolsa, como o próprio nome já diz, se trata de uma versão grande, maior do que os modelos ditos como normais.


Já as mini bolsas são versões menores, extremamente pequenas, muito charmosas e podem ser usadas em diversas ocasiões.


Juntas, foram hit absoluto na passarela e no streetstyle, aparecendo na Fendi como um acessório de pulso.


Enquanto a Gucci, utilizou a famosa Diana em versão grande, usada como bolsa de viagem.


Catsuits



O body também apareceu em Milão, mais memorável em Roberto Cavalli, enfeitado com estampa de chita e complementado com luvas compridas de chita combinando e tiras de couro.


Um modelo veio em crochê na Etro, enquanto a Blumarine mostrou uma versão vermelha de manga comprida com decote profundo.


Botas cuissardes



Essas botas de cano longo vão até acima dos joelhos.


Elas já circulam pelo mundo da moda há algum tempo, mas apareceram nesta semana de moda mais fortes do que nunca.


A inacreditável Bottega Veneta, liderada por Matthieu Blazy, trouxe para as passarelas diversas versões dessas botas.


Sportswear/Roupas esportivas



Introduzido pela Chanel no começo do século 20, o sportswear retornou aos holofotes da moda, reforçando os valores de simplicidade e praticidade.


O auge do sportswear na semana de moda foi a parceria entre Gucci e Adidas, isso sem contar, claro, com os outros looks que também passaram por lá e prometem ser tendência no outono-inverno.

Posts recentes

Ver tudo