top of page

O que o Fashion Revolution e a Consultoria de Estilo têm a ver?

Abril foi um mês muito especial para a moda nacional. Tivemos a São Paulo Fashion Week, o Veste Rio – que é um salão de negócios onde as marcas apresentam suas coleções para o mercado – e o Fashion Revolution.

E é sobre este último evento o tema desse post.


Pra quem não conhece, o Fashion Revolution é um movimento que surgiu em 2013 depois do trágico desabamento do edifício Rana Plaza em Bangladesh, que matou mais de mil trabalhadores que produziam roupas pra grandes marcas mundiais e que viviam em condições muito próximas à escravidão.

O objetivo do movimento, que levanta a pergunta #quemfezminhasroupas, é estimular práticas mais sustentáveis, conscientes, éticas e transparentes no mercado fashion.


Fonte: @fash_rev_brasil

Segundo Orsola de Castro, co-fundadora do movimento, “Essa ação irá incentivar as pessoas a imaginarem o `fio condutor` do vestuário, passando pelo costureiro até chegar no agricultor que cultivou o algodão que dá origem aos tecidos. Esperamos iniciar um processo de descoberta, aumentando a conscientização de que a compra é apenas o último passo de uma longa jornada que envolve centenas de pessoas, e realçando a força de trabalho invisível por trás das roupas que vestimos”. (https://www.fashionrevolution.org/south-america/brazil/)


Hoje a indústria da moda é a segunda mais poluente do planeta, ficando atrás apenas da indústria petrolífera. Pra você ter uma ideia, são usados 4 mil litros* de água na produção de uma blusa de algodão e 14 mil litros* de água para produzir um par de sapatos de couro. Isso sem contar o uso de materiais poluentes, toneladas de resíduos têxteis descartados, emissão de Co2 e o uso de mão de obra escrava.


Resíduos têxteis gerados por apenas 1 empresa em 1 semana (fonte: @fash_rev_brasil)

Tá, mas onde a gente entra nessa história toda?


Prestigiando marcas locais, fazendo escolhas mais conscientes, dentro do seu estilo, comprando de forma mais assertiva e escolhendo produtos mais dur