• Blog da Neuf

Meu corpo mudou: Dicas para você adaptar o que já tem ao seu novo corpo

Atualizado: 3 de Dez de 2020

Por Marcela Merluzzi


Talvez você não saiba, mas aqui no time da Neuf nós temos consultoras que já são mães, outras que ainda serão, algumas fizeram cirurgia bariática e todas somos mulheres! Por isso sofremos com alterações constantes (e por que não dizer: mensais!) no nosso corpo.


O corpo feminino se transforma, incha, desincha, gera vida, amamenta e por esse motivo está em constante mudança, não é? Fora aquele engorda-emagrece sem fim que está presente na vida de muitas de nós.


E como lidar com isso tudo na rotina com nossas roupas e nossos estilos pessoais? Preparamos aqui um verdadeiro manual de ajuda para te guiar nos momentos de mudança física, utilizando aquilo que você já tem!

Emagreci e agora?




Vamos começar com esse cenário. Você perdeu alguns quilinhos, as calças estão caindo, as blusas estão frouxas e você não quer comprar roupas novas! Então presta atenção nessas dicas!


1) Ajuste os seus vestidos com cintos e faixas, dessa forma você garantirá uma vida extra aos seus vestidos. Se eles estiverem bem largos, você pode até puxar a parte superior ao cinto formando um blusê.


2) Use suas camisas com as mangas dobradas e aposte no fechamento com amarração de nózinho. Pode parecer simples, mas a dobra da manga irá te auxilar na harmonia das proporções e o nózinho desenhará uma linha de cintura, além de dar função à todo o tecido extra.


3) Use um lenço para ajustar o cós das calças. Esse truque é genial: além de ser funcional, ele garante um toque de estilo ao seu look. Basta passar o lenço em dois passantes da calça e amarrar, diminuindo o espaço de folga da calça.

Engordei e agora?


Agora vamo pensar no contrário. Você ganhou alguns quilinhos e precisa ressignificar o uso de algumas peças para não ficar sem opções. O que fazer? Se liga nesses truques:


1) Coloque seus vestidos para trabalharem como blusas ou saias. Como temos tipos de corpos diferentes, engordamos em lugares diferentes. Por exemplo: se você tem um corpo com volume maior na parte superior, é possível que você engorde primeiro nessa área. Se for o caso, coloque seu vestido e use com uma camisa para disfarçar a parte da peça que estará justa. O mesmo vale para o contrário. Se o vestido está apertado no bumbum, ele pode virar blusa.



2) Utilize um elástico de cabelo para conseguir abotoar a calça jeans. Ok, a gente sabe que isso é uma estratégia que não vai deixar o seu look incrível, mas você pode disfarçar com a blusa. A intenção aqui é sugerir maneiras que te possibilitem o uso da peça. Escolha um elástico que tenha o mesmo tom da calça, passe pelo botão, entre na casinha, dê a volta e prenda novamente no botão.


3) Pense na possibilidade de pegar uma peça emprestada do seu parceiro. Às vezes você consegue roubar uma calça do boy e transformá-la numa boyfriend bem estilosa só dobrando a barra e utilizando o truque do lencinho ali do item acima. O mesmo vale para camisas. Aliás aqui no blog nós temos um artigo bem legal sobre como usar peças masculinas. Já viu?


Estou inchada e agora?


A gente sabe: todo mês a gente passa por uma semaninha em que estamos mais inchadas, ou está aquele calorão e as pernas retém mais líquido… Mas calma! As roupas que você escolhe para esse momento também podem te ajudar a passar por esse período de maneira mais confortável.


1) Quando estiver inchada evite roupas justas e calças jeans. A questão aqui é fisiológica: libere as pernocas de qualquer coisa que seja apertada para que a circulação se dê de maneira mais livre. Prefira vestidos, saias fluidas ou calças soltinhas. Alguns modelos possuem um cós de elástico nas costas e uma pala mais reta na parte da frente.


2) Marque a cintura com o auxilio de assimetria. Quando estamos com a barriga inchada não queremos a atenção de quem nos vê nessa altura corpo, certo? Uma maneira de afinarmos o inchaço e marcarmos a cintura é fechar a amarração do cinto de forma irregular, causando uma forma assimétrica


3) Terceira peça: use uma terceira peça para criar uma verticalização no direcionamento do olhar de quem te vê. Além desse movimento que afina, a terceira peça disfarça e garante muito estilo e diferentes possibilidades de uso.

Estou grávida e agora?


Nessa situação que sabemos ser temporária, não vale investir tanto em um guarda-roupa, pois logo menos essas peças não terão mais utilidade. Um item que vale a pena adquirir é um extensor de calças, pois ele permitirá que você use suas próprias calças por muito mais tempo, mas como a proposta deste artigo é utilizar peças que você já tem à mão para multiplicar suas opções, aí vão as dicas.


1) Use suas camisas abertas como terceira peça ou seus vestidos de botão como cardigã. Já pensou em dar uma nova função à essas peças? Então dê cara nova aos seus looks usando essas peças como multiplicadoras de estilo.


2) Aplicando o truque do nózinho numa blusa comum, construa um cropped para sobrepor um vestido justinho ou uma saia longa. Dessa maneira, a blusa que não consegue mais cobrir o barrigão colabora para compor o look e você ainda valoriza a linha da cintura.


3) O vestido soltinho vira blusa. Procure aquele vestido mais soltinho, marque a cintura com um cinto e arremate com uma legging, pois ele irá subir e ficar bem curtinho para poder cobrir a barriga. Para dar aquele toque de estilo, acrescente uma terceira peça. Você pode até mesmo passar o cinto por cima dela!


Uma outra característica que pode ocorrer com o corpo feminino e pouco se fala é a flacidez. Se esse for o seu caso, busque na peça a estrutura que a sua pele perdeu. Por exemplo: se você tem flacidez nas pernas, busque um jeans estruturado. O tecido mais grosso fará com que suas pernas fiquem com um contorno mais uniforme. Se a flacidez for nos braços, você pode usar uma jaqueta que garanta mais segurança, ou se for nos seios, um bom sutiã com aro e bojo será seu amigo.


Enfim, o objetivo desse artigo é proporcionar dicas e sugestões de truques de styling que façam você se sentir melhor com o próprio corpo, não importa como ele seja. Todos os corpos são incríveis!


Afinal: como não amar um corpo que passa por esse turbilhão de mudanças e ainda assim nos permite fazer o que precisamos com todo o dinamismo que a alma feminina possui?

SIGA-NOS

  • Whatsapp Neuf
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Instagram